O Teorema de Katherine de John Green
Título Original: An Abundance of Katherines
ISBN: 9789892326337
Edição ou reimpressão: 05-2014
Editor: Edições Asa
Páginas: 272
Género: Romance
Compre
Wook
Bertrand
Goodreads: 3,60✮ (Aqui)

Sinopse

Dezanove foram as vezes que Colin se apaixonou.

Das dezanove vezes a rapariga chamava-se Katherine.

Não Katie ou Kat, Kittie ou Cathy, e especialmente não Catherine, mas KATHERINE.

E das dezanove vezes, levou com os pés.

Desde que tinha idade suficiente para se sentir atraído por uma rapariga, Colin, ex-menino prodígio, talvez génio matemático, talvez não, doido por anagramas, saiu com dezanove Katherines. E todas o deixaram. Então ele decide inventar um teorema que prevê o resultado de qualquer relacionamento amoroso. E evitar, se possível, ter o coração novamente destroçado. Tudo isso no curso de um verão glorioso passado com o seu amigo Hassan a descobrir novos lugares, pessoas estranhas de todas as idades e raparigas especiais que têm a grande vantagem de não se chamarem Katherine.

A Minha Opinião

Mais um livro que eu trouxe da biblioteca.

O livro conta a história de Colin um ex-menino prodígio, talvez génio matemático e e doido por anagramas, e que tem namorado sempre com Katherines, com o nome exatamente escrito desta forma, não com variações, e mais exatamente 19 Katherines. A história começa quando a 19ª Katherine lhe dá com os pés, e ele não pensa noutra coisa, e o amigo Hassan convence-o a irem numa viagem de carro com destino incerto, e acabam por encontrar na autoestrada uma placa do túmulo do Arquiduque Francisco Fernando, que é no Tennesse, e param por ali, onde conhecem Lindsey, que trabalha como guia turística, e é filha de uma dona de uma fábrica que produz os fios dos tampões. A senhora oferece trabalho aos dois amigos, pagando-lhes 500 dólares por semana, para entrevistarem pessoas para um documentário, dando a Colin a oportunidade de também se manter focado nos seus objetivos. Ele tem dois objetivos, conquistar a Katherine 19ª e acabar o seu teorema sobre deixar e ser deixado, onde à partida se consegue determinar quanto tempo dura a relação e quem é que deixa.

Apesar de os livros do John Green por vezes não serem muito elogiados, e eu própria já tive desilusões, e até certo ponto eu não estava a apreciar muito a leitura, e temi que acabasse por desistir. 

A Principal causa era o teorema. É muita matemática, a mente dele está sempre a pensar no teorema, o que torna secante para quem não percebe muito do assunto.

Contudo este livro tem pontos positivos, mostra que um nerd pode ser mais que um betinho com uma vida social degradada, não é que o Colin tivesse muitos amigos, porque não tinha, as pessoas achavam-no estranho, mas ele teve namoradas, algo que não é comum nos livros. Também de bom, é que o teorema existe mesmo, houve um matemático amigo do autor que o criou de propósito para o livro, e até tem um apêndice com a explicação para os mais interessados.

O final, tendo em conta os outros finais dos livros dele que eu já li é o melhor, o que não era preciso muito para ser sincera.

Isto acima de tudo é uma história de adolescentes, antes de ser um romance é uma história sobre a amizade, como pessoas são tão diferentes, mas tão iguais. Mostra-nos que devemos ser quem somos, que fingir sermos algo, nunca acaba bem, por mais que nos esforcemos.

É um livro que recomendo aos amantes de matemática, mas acima de tudo a adolescentes, porque muitos adultos não percebem o que se passa na cabeça dos adolescentes de hoje em dia.

Classificação

Rating: 3.5 out of 5.

Edições Pelo Mundo Fora

Opinião Sobre Outros Livros do Autor

Nota: Ao clicar nesta imagem será dirigido para as diversas opiniões de outros livros do autor. Estará sempre atualizado, fazendo com que possa haver mais livros do que os que aparecem na imagem.

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui

6 Comments

    1. Eu por acaso não engracei muito com a cidades de papel, basicamente os livros dele para mim têm sempre um final que fica a desejar!!

  1. Nunca li este livro, mas há muito tempo que o quero fazer. Porque tem tudo a ver comigo: matemática. Sou licenciada em Matemática Aplicada 🙂
    Espero lê-lo em breve e gostar também!
    Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial