Eu sou grande fã do High School Musical, eu tenho (porque sou incapaz de jogar no lixo) todo um Merchandising da série, como camisolas, molduras, maquilhagem entre muitos outros, o que se pode dizer que eu tenha sido um pouco obcecada!

Quando vi esta tag (já não me lembro onde, se souberem quem a criou digam) disse a mim mesma, eu tenho de responder, e aqui estou eu!!

1. Start Of Something New: O livro que te despertou o vício em ler.

Não foi só um livro que me despertou o vício de ler, mas vários. Quando eu criança li muitos livros da série “Os Cinco” e de os “Os Sete” e obviamente, como portuguesa que sou “Uma Aventura”, que na realidade ainda hoje leio.

2. Get’cha Head In The Game: Um livro que não paraste de pensar, mesmo depois de ter terminado por muito tempo.

É difícil escolher apenas um livro, quando o enredo é bom e viciante, eu fico a pensar no livro durante algum tempo. O último que a que me apeguei foi “O Escândalo de uma Rebelde” da Courtney Milan (podem ler a minha opinião aqui). Foi um livro que gostei muito.

3. We’re All In This Together: Um livro que tenha uma amizade forte ou personagens que são amigos.

Não há melhor exemplo disso do que os livros que me fizeram começar ler, os livros de aventuras infanto-juvenis. É a amizade deles que os une, nas vitórias e nas derrotas. Por isso, escolho o último livro que li de “Uma Aventura”, Uma Aventura do Deserto (podem ler a minha opinião aqui).

4. Breaking Free:  um livro que te faça sentir invencível, que te passa esperança.

Esta categoria é difícil… talvez um livro que por mais que não me tenha cativado muito, passa uma mensagem que com força de vontade e dedicação tudo se consegue ultrapassar, “Um Pouco mais de fé” da Patrícia Costa Dias (podem ler a minha opinião aqui)

5. Stick To The Status Quo: um livro que todos odeiam e tu amas, porque você não liga pro status quo.

Não é que os outros odeiem, só que tem uma cena controversa no inicio da história que faz com que muitas pessoas não gostem do livro. Estou a falar de “A Promessa de Veludo” da Jude Deveraux (podem ler a minha opinião aqui). Há coisas que hoje em dia eu não concordo, mas que para a época em que se passa o livro, e tendo em conta também a época em que foi escrito (não a edição portuguesa porque estão quase 40 anos de diferença), não é assim tão chocante.

6. Gotta Go My Own Way:  um livro que foi melhor abandonar.

Eu até agora só abandonei um livro, e foi logo nas primeiras páginas, mas acredito que um dia vá voltar a tentar lê-lo. É “O tempo das Cerejas” da Claudia Galhós.

7. Beat on It: um livro que apostaste/acreditaste que seria bom e pimba, foi mesmo!

Eu sou grande fã do Nicholas Sparks, então apostei tudo num dos últimos livros dele “No teu olhar” (podem ler a minha opinião aqui), e não me desiludiu! Sem dúvida um dos meus filmes favoritos de sempre.

8. You Are The Music In Me: um livro com um “felizes para sempre”

Eu leio maioritariamente romances, ou seja, não é dificil ter um final “Felizes para sempre”, mas o que vou escolher é “A Dama e o Vagabundo” da Cheryl Holt (podem ler a minha opinião aqui). Onde eles odeiam-se, mas amam-se, ou seja, cliché, mas uma pessoa adora!

9. A Night To Remember:  um livro pequenino, que leste rápido, mas que foi inesquecível.

Não é preciso ler um livro pequeno para que o leia rápido, basta que me interesse por ele! Mas vou escolher o livro “Corações na Escuridão” da Laura Kaye (podem ler a minha opinião aqui)

10. Scream: livro ou personagem que te dá vontade de gritar, ficas confusa com ele, não sabe se é bom, ruim, se queima, se vende.

Simples, a Vivian do “Só nós dois” do Nicholas Sparks. Foi a última personagem que eu odiei fortemente, mas também tem muitas que lhe antecederam (a lista é longa).

11. High School Musical: um livro que te marcou no secundário (positivamente!).

Foi no secundário que eu comecei a ler romances, por isso são vários os que me marcaram. Mas vou escolher um que reli recentemente, “À Procura de Alaska” de John Green (podem ler a minha opinião aqui). Isto foi na altura que estava na moda “A Culpa é das estrelas”, que eu ainda não li, e foi um livro que apesar das críticas negativas eu gostei, talvez porque o li inicialmente na idade certa.

E foram estas as minhas respostas à tag. Convido todos os fãs do High School Musical a responder!

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial