A Amiga de Dorothy Koomson 
Título Original: The Friend
ISBN: 978-972-0-04025-1
Edição ou reimpressão: 06-2017
Editor: Porto Editora
Páginas: 496
Género: Thriller, Mistério
Compre
Wook
Bertrand
Goodreads: 4,18✮ (aqui)

Sinopse

Quando o marido é promovido, Cece Solarin muda-se para Brighton com os três filhos, animada com a possibilidade de um recomeço. No entanto, o ambiente do bairro que a acolhe parece-lhe ansioso e os vizinhos sobressaltados.

Cece descobre que, três semanas antes, Yvonne, uma das mães mais populares da zona, foi deixada às portas da morte, no pátio da escola dos filhos – a mesma onde se vê obrigada a inscrever os seus.

No primeiro dia de aulas, Cece conhece três mães muito diferentes que parecem querer ajudá-la neste novo começo. Mas Maxie, Anaya e Hazel são também amigas de Yvonne, e a polícia desconfia que uma delas poderá estar envolvida no crime.

Preocupada com a segurança dos filhos, Cece está decidida a descobrir a verdade…

Críticas da Imprensa

Dorothy Koomson não desilude e A Amiga tem um enredo tenso e misterioso que me prendeu até ao final surpreendente.
Blogue O prazer das coisas

Gostei muito desta leitura e estou ansioso por ler mais livros dela.
Blogue Mrs. Margot

A autora conseguiu criar um ambiente de suspense fantástico e que nos deixa agarrados às páginas do livro à espera de desvendar o final.
Blogue Leituras da Carolina

Foi uma leitura compulsiva, daquelas que mal conseguimos intervalar. A autora manteve-me interessada desde o primeiro parágrafo, a tentar descobrir o que tinha acontecido àquela mãe tão popular, tão querida por todos… será que era mesmo?
Blogue As leituras da Fernanda

A Minha Opinião

Este foi um livro que eu vi no catálogo online de uma das bibliotecas que frequento, e reservei logo, esperando que ele ficasse disponível novamente, o que eu não contava era que fosse tão cedo, e já perceberam porquê.

O livro inicia-se com a chegada de Cece a Brighton, devido ao trabalho do marido, com os três filhos, e logo no primeiro dia de aulas dos filhos mais novos percebe que talvez não tenha escolhido a escola ideal, afinal uma mulher tinha sido atacada semanas antes de as aulas começarem e encontrava-se em coma. 

Sem amigos na cidade, a desconfiar do marido e preocupada com os filhos, Cece acaba por fazer amizade com três mulheres, Maxie, Anaya e Hazel, que eram muito amigas da mulher que está em coma, sendo suspeitas do crime. Curiosa e com olho para desvendar mistérios Cece, tenta descobrir quem é o criminoso, e principalmente descobrir se as novas amigas estão metidas no barulho ou não.

O estilo do livro já é da vertente misteriosa da autora, fugindo dos romances com que se iniciou na escrita, e este em particular leva-nos para perto de um thriller doméstico, onde pouco a polícia entra, apesar de o espírito estar lá sempre.

As personagens femininas, meio que são todas parecidas, mulheres que estão preocupadas com a sua família, casamento, e preocupadas com o que aconteceu na noite fatídica, mesmo que de maneiras diferentes. Como já nos habituou, a autora continua a apresentar a diversidade racial nas suas obras, além de a habitual protagonista negra, temos também uma do Sri Lanka, a Anaya, e as outras são de diferentes regiões do Reino Unido, sendo uma (Maxie) mestiça. 

A organização da obra é através dos pontos de vista das quatro mulheres, por dia e também por hora, para ser possível comparar acontecimentos delas no mesmo período temporal, tem também muitas idas ao passado, onde se conhece a história delas.

Quando à história, apesar de ser interessante e intrigante, acaba por se basear muito na vida destas mulheres, do seu passado e dos seus segredos, porque todas elas têm segredos, alguns mais cabeludos que outros, mas acaba por ser cansativa porque parece que não desenvolve, porque em alguns momentos vemos o que as quatro estavam a fazer a uma certa hora. 

Faz-nos também pensar na amizade, porque tenho a dizer que a  Yvonne, a que está em coma, era uma autentica cabra e manipuladora, lá no fundo ela mereceu, bem que não pelas razões que a agressão realmente aconteceu

Eu, uma pessoa que se afasta de livros muito grandes, e com muitas descrições, custou-me acabar este livro. Confesso que se não fosse da biblioteca, e estivesse na minha estante ia demorar a pegar nele, não fosse o que acontece aos que lá estão. Depois também a questão de ter lido alguns livros da autora num curto espaço de tempo, pelo menos para mim. Li em Setembro “A Sereia de Brighton”, e  em Outubro comecei a ler o “Bons sonhos meu amor” que desisti temporariamente, até o entreguei na biblioteca, daqui a uns tempos voto a tentar, e não resulta para mim ler muita coisa de um autor, visto que estou habituada a variar.

Em suma, o livro é bom, para quem gosta deste género de intrigas certamente vai gostar muito, e é um livro que recomendo aos fãs da autora e não só, para quem nunca leu Dorothy Koomson por ser uma autora de romances, aqui tem uma oportunidade de conhecer a outra faceta da autora, porque ela nunca desilude, conseguindo trazer sempre histórias cativantes.

Classificação

Rating: 3.5 out of 5.

Outras Edições Pelo Mundo Fora

ui.

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui.

Please follow and like us:

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial