Título Original: Love, Simon
De: Greg Berlanti
Com: Nick Robinson, Jennifer Garner, Josh Duhamel 
Género: Comédia, Drama, Romance
País: Estados Unidos da América
Duração: 110 Minutos
Ano: 2018
IMDB: 7,7/10 ✮

Trailer

Sinopse

Aos 16 anos, Simon tem tudo para ser feliz. Uma família que o apoia, amigos que o compreendem e uma personalidade cativante. Tudo seria perfeito se não tivesse receio de revelar um grande segredo sobre si: é homossexual. Um dia começa a trocar mensagens pela internet com um colega que se esconde sob o nome Blue. Depois de semanas a conversar continuamente, os dois rapazes apaixonam-se, mesmo sem nunca se terem visto. Mas as coisas ganham novas proporções quando as mensagens entre eles são tornadas públicas por alguém da mesma escola…

Uma comédia romântica sobre aceitação e  autodescoberta que se baseia no “best-seller” com o mesmo nome da autoria de Becky Albertalli. A realização fica a cargo de Greg Berlanti (“É a Vida!”); Nick Robinson, Jennifer Garner, Josh Duhamel e Katherine Langford dão vida às personagens. (in PÚBLICO)

A Minha Opinião

Mais um filme que estou para ver faz tempo! Acho que demorei tanto tempo, porque nem tenho visto muitos filmes sequer, por isso deixei andar até me dedicar a ver este.

O filme, baseado no livro do mesmo nome, conta a história de Simon, um rapaz que tem uma família e uns amigos fantásticos, compreensivos, liberais, mas mesmo assim ele esconde um segredo quanto à sua sexualidade. Ele quer tanto esconder o que sente, que acaba por não ver o que se passa à sua volta e prejudicar os seus amigos, tudo com medo que as conversas com Blue, outro rapaz gay da escola sejam divulgadas.

Este filme aborda um dos temas mais falados do momento, a homossexualidade, os adolescentes e acho que aceitação. Não só da pessoa como da sociedade. Eu pensava que o assunto já não era tão olhado de lado, mas a verdade é que eu já acabei o secundário à uns anos, e Portugal acaba por ser diferente da América, apesar de por norma nós sermos mais retrogados, a verdade é que os liceus funcionam de forma completamente diferente.

Esta história tenta livrar-nos dos estereótipos, afinal porque é que um rapaz gay tem que ter traços femininos? Veste-se de uma maneira diferente? O Simon até procura na net como se vestir como um gay.

Mas questão é: Ele deixou de ser ele? Mudou? Sim, enquanto estava a tentar proteger o seu segredo, mas não deixou de ser quem é. E foi uma coisa que ele disse aos pais quando se assumiu, foi que continuava a ser o mesmo. Na minha humilde opinião, esta é uma questão central na aceitação por parte dele, e inspiracional para quem está ver, independentemente de se identificar com a personagem. Não é o sexo da pessoa por qual nos apaixonamos que nos faz diferentes, a sociedade é que assim o definiu. É o padrão da sociedade, aquilo que sempre vimos, mas a pessoa não é uma aberração, e acho que é uma coisa que se tem de incutir nos mais novos, porque eles são o futuro, são eles que podem mudar o mundo.

Em suma, eu gostei bastante do filme, agora quero ler o livro! É um filme atual, para todas as idades, e que tem como objetivo mudar a mente de quem o vê, e promover a aceitação de todos. 

Classificação

Rating: 4 out of 5.
Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial