Liga-me de Sarah Mlynowski 
Título Original: Gimme a Call
ISBN: 9789898032911
Edição ou reimpressão: 10-2010
Editor: Edições Chá das Cinco
Páginas: 240
Género: Romance, Romance Adolescente, Humor
Compre na 
Wook
Bertrand
Goodreads: 3,76 ✮(aqui)

Sinopse

Devi está a ter um dia estranho: acabou de receber uma chamada do futuro. Pior… quem lhe ligou foi ela própria! 

Devi desperdiçou três anos da sua vida a namorar com Bryan – o bonito, adorável e pulha do Bryan. Devi afastou-se dos amigos, desleixou-se nos estudos, não se juntou a clubes… e como Bryan acabou com ela mesmo antes do baile de finalistas, não lhe sobrou nada. Nem mesmo um telemóvel – deixou cair o seu numa fonte. Agora só liga para um número… o seu! E quem atende é ela própria… três anos mais nova! 

Mal recupera do choque e convence a sua versão mais nova de que não está doida, Devi apercebe-se que tem uma oportunidade de ouro. Pode dizer ao seu “eu” mais jovem todas as coisas certas a fazer… porque ela própria já fez todas as erradas! Se a jovem Devi aceitar os seus conselhos, pode manter os amigos, candidatar-se a uma boa universidade, tornar-se uma estrela, e mais importante, poupar-se ao desgosto amoroso de Bryan! 

Mas a Devi de 14 anos já não tem tantas certezas. Ela gosta de Bryan. É feliz. Mas a quem melhor dar ouvidos do que ao seu futuro “eu”?

Sobre a Autora

Sarah Mlynowski nasceu em Montreal, no Canadá, e licenciou-se em Literatura Inglesa na McGill University. Trabalhou em várias Editoras, em Toronto, até que se mudou para Nova Iorque (onde actualmente vive) para se dedicar à escrita a tempo inteiro. Spells & Sleeping Bags (Amuletos & Almofadas) é o terceiro volume de uma série iniciada com Bras & Broomsticks e Frogs & French Kisses (também já publicados pela ASA com os títulos Biquínis & Bruxarias e Sapos & Saltos Altos). A série tem obtido um enorme sucesso internacional e conta já com mais um título: Parties &  Potions, a publicar brevemente em português.

Quando não está a escrever, é certo e sabido que está a tentar “activar” os seus poderes mágicos… Se algum dia conseguir, ela promete lançar feitiços para a paz mundial, doze meses de sol por ano e mais filmes A Guerra das Estrelas…

A Minha Opinião

Eu já tinha este livro na estante desde 2017, quando o comprei nos meus anos com o cupão de desconto da Saída de Emergência. O que me chamou à atenção foi a sinopse, lembrando-me os filmes adolescentes americanos que são meio fantasiosos, mas que uma pessoa adora!

A história que nos é contada passa-se no primeiro ano e último ano de liceu da Devi. Tudo começa com Devi a deixar cair o telemóvel numa fonte e com ele a avariar e só dá para ligar para ela, 4 anos antes. Nem a Devi do presente nem a do passado acreditam no que está a passar, mas a verdade é que a Devi do presente consegue convencer e tem a ideia genial de mudar tudo o que fez de errado nos últimos anos, de modo a ter uma vida perfeita. Só há um problema, para cada ação há uma reação, e também efeitos secundários.

Este livro está longe de ser uma obra de arte, mas também duvido que fosse essa a sua função. Tem uma escrita simples, sem grande floreado, mas que ao mesmo tempo prende o leitor à história. Numa constante alteração de mundos, a história, que é muitas vezes confusa para quem não está habituado a este tipo de livros, vai-nos sendo apresentada de forma a percebermos as reações que acontecem na Devi do presente, consoante os erros da Devi do passado, e muitas vezes baseado no que vai acontecer, caso ela não altere as suas ideias. 

Está também definido para uma faixa etária, vejo com muitas dificuldades uma pessoa de 40 anos a gostar disto, é um livro para adolescentes, jovens adultos e pouco mais que isso. 

Quanto ao enredo, na minha opinião dava um filme fantástico, mas não é o mais elaborado do mundo, mas entretém, e dá algumas lições de vida, como é costume. Mostra que temos de ter equilíbrio na nossa vida, que a amizade é importante, e que nem sempre mudar o passado é uma coisa boa. Aquilo que fizemos é o que nos torna no que somos no presente. Eu sei, cliché, mas é verdade. Quem seriamos nós sem as nossas trapalhadas e vitórias? Ou sem memórias? Pouca coisa, certamente. 

Em suma, é um livro divertido, para nos rir-mos, para descontrair, mas longe de ser um livro para quem gosta de drama. Recomendo principalmente para adolescentes, porque se vão identificar com as personagens.

Classificação

Rating: 3.5 out of 5.

Outras Edições Pelo Mundo Fora

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui.

Please follow and like us:

5 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial