A Sombra da Noite de Robert Bryndza 
(Detective Erika Foster #2)
Título Original: The Night Stalker
ISBN: 9789899993365
Edição ou reimpressão: 10-2017
Editor: Alma dos Livros
Páginas: 352
Género: Policial e Thriller
Compre na 
Wook
Bertrand
Goodreads: 4,21✰ (aqui)

Sinopse

Numa noite quente de verão, a inspetora-chefe Erika Foster é chamada à cena de um crime. A vítima, um médico, é encontrada asfixiada na cama. Tem os pulsos amarrados e os olhos parecem querer saltar-lhe das órbitas através do saco de plástico transparente que lhe cobre a cabeça e o sufocou.

Alguns dias mais tarde, outra vítima é encontrada exatamente nas mesmas circunstâncias. À medida que Erika e a sua equipa intensificam as investigações deparam-se com um assassino em série inteligente e calculista – que persegue e sabe tudo sobre as vítimas antes de escolher o momento certo para atacar. 

As vítimas são homens solteiros, com uma vida muito reservada e um passado envolto em segredo. Porém, podem não ser as únicas pessoas a ser observadas… Erika começa a receber mensagens enigmáticas e a sua própria vida corre perigo. Ela tudo fará para desvendar o mistério que rodeia estes crimes, ainda que isso signifique arriscar a sua carreira na polícia. Imperdível!

A Minha Opinião

Segundo livro da série da Erika Foster, e eu que pensava que não podia ficar melhor!

Quando eu pensava que os crimes não podiam ficar mais bizarros, lá aparece este!

Desta vez temos um homem nu, com as mãos amarradas e com um saco de plástico enfiado na cabeça, tendo por isso asfixiado. Tudo indica que seria uma espécie de fetiche da vítima, e acaba ligado a relações homossexuais. Só que Erika não concorda com os seus superiores de rotular o caso como algo ligado aos homossexuais quando não há vestígios de ter havido agressão sexual.

Se na “Rapariga do Gelo” tivemos a pressão política, agora passou a ser a pressão dos superiores da Erika, que querem arrumar o caso numa gaveta e nem se preocupam com quem será o verdadeiro culpado, o que enerva a inspetora e também a mim. Neste livro assiste-se à incompetência da Polícia, ao machismo e à estupidez. Primeiro temos logo uma certa relutância do comandante em acreditar no que a inspetora Erika afirma, e para ele só os incompetentes merecem respeito.

Algo de diferente e que nem sempre é bem aceite pelos leitores é que “o criminoso” é nos revelado bem cedo na leitura, mas no meu caso, não me altera o gosto pela leitura, simplesmente altera o meu foco. Em vez que tentar descobrir o assassino, vibro com a forma como o vão apanhar.

Algo que também me enervou profundamente, foi a questão do sexo do criminoso. Em certo momento da história mete-se a hipótese de ser uma mulher, mas para a sociedade acreditar é algo irreal, mas se for um homem é aceite. Mostra que alguma coisa não está bem. O crime não escolhe género!!

Como já tinha percebido do livro anterior, o autor, mantém sempre um ritmo constante durante o enredo, que permite que o leitor não se canse, e que se mantenha viciado, mas neste livro o ritmo abrandou, a polícia anda mais tempo à deriva, apesar do criminoso andar em cima deles.

A Erika Foster continua a mesma, neste livro houve menos espaço à sua vida pessoal, contudo continuou com os seus momentos, mas o trabalho ocupava grande parte do seu tempo disponível.

Sendo o enredo contado tanto sob a vista da polícia como do criminoso, o autor faz-nos viajar num jogo de gato e rato, tentando perceber quem vai comer primeiro.  Para os fãs de thrillers viciantes, de criminosos que têm e pipoca estragada e com inspetores rebeldes, recomendo este livro.

Classificação

Rating: 5 out of 5.

Outras Edições pelo Mundo Fora

Opinião Sobre Outros Livros da Autora

Nota: Ao clicar nesta imagem será dirigido para as diversas opiniões de outros livros da série. Estará sempre atualizado, fazendo com que possa haver mais livros do que os que aparecem na imagem.

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui.

Please follow and like us:

8 Comments

  1. Eu não conhecia esses livros, mas achei interessante as inúmeras capas feitas ao redor do mundo para eles. =) Com relação à história, eu gosto de livros que nos surpreendem, como este fez contigo. E, como boa fã de thrillers, irei acrescentar à minha lista de "quero ler". S2
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

  2. Olá, tenho lido muitos livros do gênero e gostado bastante, eu confesso que este não conhecia, fiquei intrigada pela obra mais não sei se neste momento eu realizaria a leitura talvez mais lá na frente quando acabar as leituras da graduação!

  3. Oi Lis,
    Eu li o primeiro volume e amei, o fato da investigadora ser mulher e passar por tanta coisa dentro do departamento já é muito bacana, trazer essa visibilidade pros problemas que muitas mulheres ainda enfrentam na sua carreira. Aqui no Brasil já foram lançados mais dois, mas não tenho certeza se está na ordem, ainda sim já estou com eles para dar continuidade a leitura.

    Beijokas

  4. Acabei de ler o livro ontem, e gostei, mas há uma coisa que não ficou bem esclarecida ou então eu não reparei, gostava de saber se alguém também notou esse erro. A criminosa andou 4 anos num chat com o rapaz que lhe arranjava os sacos para o suicídio, mas durante esse tempo todo eles falavam de tudo e mais alguma coisa, menos do nome verdadeiro e ONDE MORAVAM, sendo assim como é que a criminosa no fim do livro aparece na casa do rapaz? Ou há uma explicação lá que me passou despercebida, ou então a história tem este enorme lapso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial