Quando o Coração Não Perdoa de Ana Rita Correia
ISBN: 9789898896742
Edição ou reimpressão: 042019
Editor: Euedito
Páginas: 120
Género: Romance Contemporâneo
Goodreads: 4,20✯(aqui)

Sinopse

Em criança, Eva tinha um desejo; não ser filha única. 

Queria um irmão ou uma irmã com quem brincar. Na verdade, Eva implorava aos pais – em palavras dela – “Eu quero um mano nem que seja de barro ou da loja dos trezentos!”

Durante anos, era tudo o que ela mais queria, até que numa noite fria de Inverno soube que a mãe estava grávida. Naquele momento Eva não precisava de mais nada, iria ter o seu pedido atendido, finalmente! Mas a vida raramente é o que esperamos, existe sempre outros planos reservados para cada um de nós e por muito que isso nos custe, por muito que doa, temos de seguir em frente e aprender a perdoar, mesmo que isso seja tudo o que o nosso coração não quer. Sobretudo, temos de aprender a perdoar a nós mesmos e agradecer a Deus pelas suas escolhas, até mesmo quando essas escolhas que Ele faz nos destroem por dentro.

Porque por muito tempo que passe, há coisas que o coração não perdoa.

Para todas as mães que já perderam um filho e para todas as pessoas que já perderam um irmão ou uma irmã.

A Minha Opinião

O livro está dividido em duas partes, inicialmente conhecemos a Eva, uma rapariga que vive um namoro em que insiste não terminar, mesmo depois dos avisos constantes de todos à sua volta, para ela desistir não é uma opção, e se estiver a perder o amor da sua vida? É este o pensamento de Eva. Já na segunda parte assistimos a uma revolução de Eva, onde ela vai seguir com a sua vida, tendo sempre um anjinho para a guiar, e de certa forma para a aconselhar.

É fácil nos conectarmos com a Eva, com o que ela passa e com o seu meio envolvente, foi umas das coisas que mais gostei. Todos tivemos amigos na adolescência que acabaram por desaparecer da nossa vida, ou fomos influenciados pelas pessoas ao nosso redor, são raras as pessoas que não tentaram agradar aos outros, infelizmente.

Além de tudo isto, a história aborda também a questão da maternidade, do aborto espontâneo, da vontade de ter irmãos, que toca quem ouve, e que sem dúvida que nos faz pensar. Eu sou filha única, nunca pedi um irmão, sempre disse que gostava era de ter um irmão mais velho, e como não é possível, nunca pedi um irmão, e por acaso não tenho, não é que isso tenha influenciado, a vida é que influenciou.

O que menos gostei foi a falta de profundidade na história, ou melhor a rapidez com que nos são apresentados os acontecimentos. Mesmo não sendo uma pessoa de grandes descrições, a verdade é que sinto que aconteceu tudo muito depressa e que nos foi despejada informação, que poderia ter sido mais esmiuçada.

É um livro de 120 páginas, e tinha potencial à vontadinha para umas 300, e fiquei com pena por isso. Depois também a transição da 1ª parte para a 2ª, foi um choque para mim, já estava com teorias para as personagens e cai tudo por terra, e admito que fiquei triste, gostava de saber como algumas coisas iam evoluir, mas não era esse o foco da história, e também sendo sincera, eu sentia que alguma coisa me estava a escapar.

Este é o segundo livro da Rita, eu também li o primeiro e posso dizer sem dúvidas que gostei mais deste, apesar de algumas críticas se aplicarem aos dois, continuo a achar que têm muito potencial e que cada vez mais se tem de apostar em autores nacionais, e neste caso em autores novos e menos conhecidos do público.

Em suma, este livro apresenta-nos uma história verídica que conta acima de tudo o percurso de uma jovem, enquanto irmã, filha e mulher, mas que facilmente se pode mudar e pensar um rapaz, porque acima de tudo trata-se de uma história de vida com a qual qualquer pessoa se identifica.

Classificação

Rating: 3.5 out of 5.

Se quiser adquirir o livro, a maneira de o fazer é junto da autora, ficam aqui os contactos:

Blog

Facebook

Instagram

Opinião do Outro Livro da Rita

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui.

Please follow and like us:

1 Comment

  1. Olá! Primeiro que tudo quero agradecer pela review 😀
    Deixo aqui alguns alertas:
    – A história foi uma história real, daí ter poucas páginas, pois não quis misturar ficção numa história real.
    -De forma a entender melhor explico assim; após o prólogo, o primeiro capítulo retrata a história de Eva enquanto ela esteve numa cirurgia. Ou seja, enquanto a sua alma andou a divagar por aí.
    A segunda parte é real, ou seja, aconteceu realmente assim. 🙂
    Na vida real de Eva, existiu um Vicente, uma Íris, uma Filipa…ainda todos com nomes diferentes. 🙂

    É uma história que assenta na dor, na culpa pessoal, no perdão, na fé e em ter coragem e força de levar a vida avante.

    Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial