Lazarus de Lars Kepler
(Joona Linna #7)
ISBN: 9789720049360
Edição ou reimpressão: 05-2019
Editor: Porto Editora
Páginas: 528
Género: Thriller, Policial
Compre na
Wook
Bertrand
Goodreads: 4,02✯ (aqui)

Sinopse

Um homem é encontrado morto no seu apartamento em Oslo. Ao que tudo indica, a vítima era um desconhecido, saqueador de túmulos e colecionador de troféus. Aliás, quando a Polícia abre o frigorífico da cozinha, a perplexidade é total. Uns dias mais tarde, Joona Linna é contactado por uma inspetora da Polícia alemã no sentido de o ajudar com um homicídio perto de Rostock, e Joona reconhece de imediato um padrão que não pode ignorar.

Alguns chamariam milagre se alguém regressasse dos mortos – outros chamar-lhe-iam um pesadelo.

Lars Kepler, os mestres do thriller, estão de regresso, com o sétimo livro da série Joona Linna.

A Minha Opinião

O que é que eu ei de dizer sobre este livro? Não há palavras…

Antes de mais, quero fazer um enquadramento. Este é o 7º livro da série do Joona Linna, é o primeiro que eu leio, apesar de já ter ouvido excelentes críticas dos outros e de estarem na minha wishlist. No entanto, para quem não leu nenhum dos livros é feito uma espécie de enquadramento, que não nos faz sentir deslocado na história, gostei bastante disso e na verdade deixou-me com a curiosidade aguçada para ler os outros, porque quero ver porque é que algumas coisas aconteceram, mas por outro estou super ansiosa pelo próximo, mas já falo disso mais à frente. 

Primeiro vou-vos falar da história. Como já deu para perceber este livro segue o Joona Linna, que é um polícia, com um passado meio conturbado, e que em tempos foi inspetor. Dois crimes acontecem fora da Suécia, um na Finlândia e outro na Alemanha, em que as vitimas têm uma ligação a Joona, e através de algumas similaridades, ele assume que se trata de um assassino que supostamente está morto há uns bons anos. Todavia ninguém acredita nele, muito menos a inspetora que disparou os tiros e que encontrou posteriormente o corpo, mas Joona está convicto e desaparece do mapa para proteger os que mais ama, aconselhando os seus colegas a fazer o mesmo. Contudo eles não o ouvem e ficam para provar que ele está errado. 

A premissa acaba por ser cliché, no sentido em que ninguém acredita no Joona Linna. 

Todavia o livro tem tantos plot twits que o leitor nunca sabe nada de nada, é como que quando estão para finalmente apanhar o criminoso ele se escapasse por entre os dedos como areia, e que quando pensamos que nada mais pode acontecer, lá consegue acontecer alguma coisa que nos deixa ainda mais pasmados. É isto que deixa o leitor agarrado desde da primeira página, é querer saber o que vai acontecer e ao mesmo tempo temer pela vida das personagens. É pensar, é desta! e depois perceber que os criminosos conseguem ser mais inteligentes que os polícias, por mais treinados e capazes que eles sejam. 

A coisa que menos gostei foi as descrições exaustivas. Eu já previa, já tinha lido e ouvido diversas opiniões sobre esta série de livros e sei o quanto os livros são gordos, e foi até agora talvez o que me manteve afastada desta série. Daí a meia estrela que lhe tirei, apesar de ser mais implicância minha que outra coisa, no goodreads terá as 5 estrelas, e entra obviamente para os melhores do ano, independentemente disso. 

Sobre o final, fiquei confusa, e a necessitar de mais para satisfazer toda uma curiosidade que se instalou de imediato. O facto de ser uma série de livros, não obriga a que tudo termine com o melhor dos esclarecimentos e isso só me faz querer o próximo para ontem, o que não é possível… Por isso vou lendo os primeiros da série para me entreter enquanto não há mais.

Em suma, acho que foi uma estreia em grande. Contudo está longe de ser um livro que recomende a todas as pessoas, não pela falta de qualidade (longe disso!), mas porque é extremamente gráfico, e para pessoas mais sensíveis é bastante impressionável. É um assassino sem qualquer tipo de escrúpulos, apesar de à primeira vista até os ter, são crimes horrendos e a forma como são cometidos é ainda mais horrenda, mas ao mesmo tempo cativou-me. O ser humano é complicado, mas acho que foi a vontade de ver justiça feita que me fez terminar este livro em 4 dias, e sendo que é um calhamaço, sinto-me bastante orgulhosa do meu feito, mas o mérito é desta dupla sueca que apresenta com uma mestria incrível, um thriller policial viciante e que promete deixar os leitores agarrados até à última linha. 

Classificação

Rating: 4 out of 5.

Outras Capas

Leitura com Apoio

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial