Limões na Madrugada de Carla M. Soares 
ISBN: 9789898886064
Edição ou reimpressão: 11-2017
Editor: Cultura Editora
Páginas: 224
Género: Romance
Compre na 
Wook
Bertrand
Goodreads: 4,00✯ (aqui)

Sinopse

Ansiosa por regressar à Argentina, mas presa a Portugal, distante do homem que ama e da mulher com quem vive, Adriana está perante um dilema universal e intemporal: manter-se comodamente na ignorância ou desvendar o passado da família, como se de um caso policial se tratasse, enfrentando assim aquilo de que andou a fugir toda a vida, por mais doloroso que seja. 

Num jogo magistralmente imaginado pela autora, entre a vida atual de Adriana e os ecos do Portugal antigo, machista e violento dos seus pais e avós, esta história, de uma família e dois continentes, é uma viagem entre o presente e o passado, uma ponte sobre o fosso cultural que separa as gerações, um tratado sobre tudo aquilo que a família pode fazer à vida de um só indivíduo.

Entre a sombra e a luz, deixando que por vezes os silêncios falem mais alto do que as palavras, Limões na Madrugada é um romance sobre o amor incomum, o poder da família e a necessidade da coragem.

Sobre a Autora

Nasceu em 1971, em Moçâmedes, no Namibe. De lá, trouxe escassas memórias e a viagem no corpo. 

Formou-se em Línguas e Literatura em Lisboa, tornou-se professora, mestrou em Literatura Gótica e Film Studies e estudou História da Arte num doutoramento incompleto. 

A Minha Opinião

O que dizer sobre este livro?

É melhor começar pelo recheio do livro, nele acompanhamos Adriana, uma jovem nascida em Portugal, mas criada na Argentina, que devido à morte da sua tia regressa a Portugal para receber os bens da sua herança. Mas a verdade é que esta viagem tem muito que se lhe diga, principalmente porque há uma parte que não quer vir e outra cheia de curiosidade sobre a família portuguesa que o pai abandonou, e principalmente o porquê do pai ter feito tal coisa. Adriana mergulha na história de família, afastando-se dos que mais ama, tudo para descobrir a história escondida da família. 

Tenho desde já a dizer, que a premissa do livro é interessante, daí eu o ter começado a ler para uma das categorias da Lusiteratura em Maio, contudo só em Julho o terminei, é demasiado tempo para um livro tão pequeno, que se devia ler de enfiada como eu pensei ao inicio, mas a verdade é que custou entrar na história. 

Primeiro, temos os saltos temporais constantes, e mal assinalados, ou melhor sem qualquer sinalização. De um momento para o outro ela está num sitio qualquer, acaba o capítulo e o seguinte já é sobre o passado onde a personagem relata alguma coisa ou pessoa da sua vida na Argentina. Isto torna-se bastante cansativo e irritou-me.

Além disso, senti que nada era abordado com profundidade no que diz respeito às histórias da família. Não senti que nos fosse contada uma história com principio, meio e fim, e quando o livro acabou eu tinha muitas questões, principalmente da vida pessoal da Adriana. Quanto ao imbróglio familiar, temi não perceber nada, mas felizmente fiquei muito mais esclarecida quanto à família nos últimos capítulos, em que é desembrulhada a teia toda.

Foi também complicado ter uma ligação com a personagem da Adriana, principalmente por não perceber o que a movia. Em parte compreendia-a, mas ao mesmo tempo não. É algo estranho…

O que safou mesmo foi a escrita da autora, que gostei bastante, só não gostei da forma como ela resolveu apresentar a história. Tenciono ler mais livros dela, pelo que li este foge ao nível da forma dos restantes, por isso não pretendo desistir dos livros da autora. 

Em suma, eu não posso dizer propriamente que recomendo este livro, foi uma leitura complicada para mim, todavia tem excelentes críticas no goodreads em parte de 5 e 4 estrelas, logo há pessoas que realmente gostaram. O que eu recomendo é que tentem perceber se este livro faz parte do género de livros que gostam de ler e se for, arriscarem na sua leitura. 

Classificação

Rating: 2 out of 5.

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui

Please follow and like us:

1 Comment

  1. De todos os livros que li da Carla este foi o que menos gostei. Acho que me aconteceu um bocadinho daquilo que te aconteceu a ti: não criei uma grande ligação com a história e as personagens.
    Apesar de não ter gostado da história, a leitura foi agradável porque a escrita da Carla é bonita, cuidada e emotiva.
    Estes dias terminei "O Ano da Dançarina". Uma leitura magnífica e que me mostrou o quão boa é a Carla enquanto escritora.
    Não sei se gostas de históricos. Caso seja o caso de gostares, tenta algum dos históricos da Carla.
    Boas leituras 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial