Implacável

(The Ravenels #1)

de Lisa Kleypas 

Título Original: Cold-Hearted Rake

ISBN: 9789892343846

Edição ou reimpressão: 02-2019

Editor: Edições Asa

Páginas: 384

Género: Romance, Romance de Época, Literatura Erótica

Compre

Wook

Livro (aqui) Ebook (Aqui)

Bertrand

Livro (Aqui) Ebook (Aqui)

Goodreads: 3,82✯ (aqui)

Sinopse


Um golpe do destino…

O libertino mais encantador de Londres, Devon Ravenel, acabou de herdar o título de conde. O problema é que herdou também uma propriedade (repleta de dívidas) e quatro inquilinas (profundamente indesejadas): as três irmãs do falecido conde e a sua temperamental viúva, Kathleen.

Uma batalha de vontades…

Assim que Kathleen põe os olhos em Devon, não gosta do que vê (ou melhor… até gosta) e, apesar dos seus confrontos constantes, a tensão eletrizante que paira entre ambos é quase impossível de ignorar. Quanto a Devon, as suas intenções relativamente à herança dissipam-se assim que conhece Kathleen. O seu objetivo passa a ser outro: possuir a temperamental viúva. Será ela capaz de resistir ao homem mais perigoso que alguma vez conheceu?

Lisa Kleypas, autora estreante na ASA mas já bem conhecida dos leitores, tem o dom de nos fazer viajar no tempo.

Implacável apresenta-nos a uma família temperamental e um herói muito especial…

Sobre a Autora


Lisa Kleypas tem um percurso bastante versátil. É licenciada em Ciência Política e foi vencedora do concurso de beleza Miss Massachusetts em 1985. Iniciou-se na escrita aos 21 anos, com a publicação do seu primeiro romance. Hoje em dia, as suas obras estão traduzidas para mais de 20 línguas, e tornam-se bestsellers instantâneos, fazendo com que a autora seja presença constante nas nomeações para os prémios RITA. É casada e tem dois filhos, e vive atualmente no estado de Washington.

A Minha Opinião

Esta leitura foi a minha estreia com autora, apesar de já haver livros dela publicados em Portugal, a questão é se comecei pelo livro correto. 


O livro conta a história de Devon Ravenel, que acaba de virar conde, porque o seu primo herdeiro do título cai de um cavalo e vai desta para melhor. Muita gente apreciaria a sorte, mas para Devon é um presente envenenado, na realidade a melhor coisa no meio de toda a situação é ter-se visto livre do primo, porque o resto só vai trazer problemas, não fosse a propriedade que lhe foi deixada estar a cair de pobre e só trazer despesas. Ser conde e rico com o que lhe deixaram não é possível, então a sua ideia é livrar-se de tudo vendendo-a. Só que quando vai visitar a propriedade conhece a viúva do primo, Kathleen, e contra todas as suas expectativas fica encantado com ela, à sua maneira, e começa a pensar que talvez vender tudo não seja a melhor opção. 

Bem… não se pode dizer que tenha sido a minha melhor leitura até agora, na realidade a coisa anda muito fraca por sinal. Talvez daí ter expectativas um bocadinho elevadas para este livro, afinal um romance de época nunca desilude, mas este talvez seja a excepção. 

Não estou a dizer que ele é mau, que o livro não presta, nada disso, simplesmente não me cativou como de costume. Não senti aquela vontade constante de ler, a ânsia de acabar a leitura o mais rapidamente possível para ver o que ia acontecer. Na realidade não demorei mais tempo a ler porque o comboio avariou, e li quase metade do livro de enfiada. 

Eu até gostei das personagens, o Devon é o que nos tempos modernos chamaríamos de bad boy, ou lá naquele tempo um libertino, mas até me parece ser relativamente decente. Tem fortes convicções e não gosta nada de dar o braço a torcer, e o mesmo acontece com a Kathleen, é isso que torna a relação deles interessante. 

Então qual foi o problema? Senti que a autora se perdeu na história. A propriedade tem os seus problemas, depois há as irmãs do falecido que estão ao cuidado do Devon, há muita coisa à volta, e não houve muito foco na relação deles. Pareceu que tudo se passou muito depressa, houveram poucos momentos de intensidade na história, senti que foi tudo muito morno. 

Todavia foi uma leitura agradável, aprendi umas coisas interessantes sobre aquela época, por isso está longe de ter sido tempo perdido, além de que tenho expectativas para o segundo livro (que já está na estante à espera da sua vez). Isto porque o facto de eu ter dito que a autora se perdeu um bocadinho no meio de tanta coisa, a verdade é que levanta o véu, ou melhor, aguça a curiosidade sobre o segundo livro da série, que segundo as minhas pesquisas será sobre uma das irmãs do falecido, a Helen, personagem sobre a qual este livro se debruça até um bocadinho de mais na minha opinião. 

Eu até estava a começar a ficar embrenhada na história, mas o livro acabou…

Em suma, não posso dizer que foi uma leitura estrondosa, porque não foi, mas foi uma leitura agradável. Se recomendo? Sim, o livro tem o seu encanto, afinal várias booktubers portuguesas deram excelentes classificações, eu é que devo andar muito exigente. Por isso, se gostarem de romances de época, deiam uma oportunidade a esta autora, e espero que desfrutem mais da leitura do que eu. 

Classificação

Leitura com Apoio

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui.

Please follow and like us:

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial