As Primeiras Coisas

de Bruno Vieira Amaral 

ISBN: 9789897221217

Edição ou reimpressão: 10-2013

Editor: Quetzal Editores

Páginas: 312

Género: Romance

Wook

Livro (aqui) Ebook (Aqui)

Bertrand

Livro (Aqui) Ebook (Aqui)

Goodreads: 3,69✯ (aqui)

Sinopse

Quem matou Joãozinho Treme-Treme no terreno perto do depósito da água? O que aconteceu à virginal Vera, desaparecida de casa dos pais a dois meses de completar os dezasseis anos? Quem foi o homem que, a exemplo do velho Abel, encontrou a paz sob o céu pacífico de Port of Spain? Porque é que os habitantes do Bairro Amélia nunca esquecerão o Carnaval de 1989? Quem é que poderá saber o nome das três crianças mortas por asfixia no interior de uma arca? Onde teria chegado Beto com o seu maravilhoso pé esquerdo se não fosse aquela noite aziaga de setembro? Quantos anos irá durar o enguiço de Laura? De que mundo vêm as sombras de Ernesto, fabuloso empregado de mesa, Fernando T., assassinado a 26 de dezembro de 1999, Jaime Lopes, fumador de SG Ventil, Hortênsia, que viveu e morreu com medo de tudo? Quando é que Roberto, anjo exterminador, chegará ao bairro para consumar a sua vingança? Memórias, embustes, traições, homicídios, sermões de pastores evangélicos, crónicas de futebol, gastronomia, um inventário de sons, uma viagem de autocarro, as manhãs de Domingo, meteorologia, o Apocalipse, a Grande Pintura de 1990, o inferno, os pretos, os ciganos, os brancos das barracas, os retornados: a Humanidade inteira arde no Bairro Amélia.

Sobre o Autor

Bruno Vieira Amaral nasceu em 1978. Colabora com a revista Ler, o Expresso e a Rádio Observador. O seu primeiro romance, As Primeiras Coisas (Quetzal, 2013), foi distinguido com o Prémio PEN Clube Narrativa, Prémio Literário Fernando Namora, Prémio Time Out e Prémio Literário José Saramago, em 2015. Em 2016, foi nomeado uma das Dez Novas Vozes da Europa (Ten New Voices from Europe), escolha da plataforma Literature Across Frontiers. O seu segundo romance, Hoje Estarás Comigo no Paraíso (Quetzal, 2017), recebeu o prémio Tabula Rasa 2016-2017 na categoria de Ficção, e o segundo lugar do Prémio Oceanos 2018. Em 2018, foram reunidos os seus melhores textos dispersos no volume Manobras de Guerrilha. Os direitos dos seus livros foram vendidos para vários países.

A Minha Opinião


Este livro é uma espécie de crónicas sobre os moradores do Bairro da Amélia no Barreiro. Através dele conhecemos as mais diversas personagens, acontecimentos, e o que distingue aquela gente. 

Ora bem, li este livro devido a uma leitura conjunta, e sinceramente se não fosse assim, provavelmente nunca me depararia com ele. Não conhecia o autor, e não era propriamente um livro que me chamasse à atenção à primeira vista. 

Posto isto, tenho a dizer que, para mim, este livro está mal classificado, isto não é um romance, ou pelo menos não o que eu considero um romance, mas sim um livro de crónicas, acho que é a melhor forma de o descrever.

A pergunta que se coloca, gostei? Bem, nem por isso. Não gostei? Também não. É um misto dos dois. Tem histórias interessantes, mas também tem delas que não acrescentam rigorosamente nada, e que são apenas para encher chouriços.

Além disso temos um prólogo de quase 60 páginas, vejam-me bem… contudo na realidade acaba por ter mais história do que as restantes 240. Foram seis dezenas de páginas sem eu perceber bem o que estava a acontecer, mas posso dizer que não previa o que se seguiu, esperava uma história “a sério”, e não crónicas.

Se as histórias se interligam? Sim, algumas sim, pelo menos as personagens, mas eventualmente se o livro estive-se organizado por alguma ordem cronológica e não por ordem alfabética, as coisas tivessem mais sentido. Digo eu…

Digamos que a sinopse, promete bem mais do que realmente oferece, tantas perguntas e tão poucas respostas, e mais não digo…

Conheço, quer dizer fui lá duas ou três vezes, o Barreiro, apesar de não conhecer o bairro em concreto, conheço a área e principalmente, na generalidade, os problemas e a precariedade da zona.

Em suma, o livro tem o seu encanto, afinal conta as histórias daquela gente, homens e mulheres que de outra maneira não teriam a sua vida num livro, talvez seja essa a magia e essência deste livro, mostrar a vida deste bairro da margem sul.

Classificação



P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial