Uma Abelha na Chuva

de Carlos de Oliveira 

ISBN: 978-989-711-059-7

Edição ou reimpressão: 01-2020

Editor: Livros do Brasil

Páginas: 112

Coleção: Miniatura

Género: Romance

Compre:

Wook

Bertrand

Goodreads: 3,66✯ (aqui)

Sinopse 

Álvaro Rodrigues Silvestre vive um casamento falhado e estéril, gerado pela conveniência de antigos interesses familiares, na pequena aldeia de Montouro, espaço provinciano onde todas as biografias se cruzam, se intrometem umas nas outras. Num outono chuvoso e lamacento, as vidas dos protagonistas de Uma Abelha na Chuva afundam-se num ciclo trágico de mentiras, vingança e amores frustrados, que põe a nu a estrutura social de um Portugal pobre, desamparado, do século xx. Lançada em 1953, esta é uma obra incontornável do neorrealismo português, que marca o reconhecimento literário de Carlos de Oliveira, e que em 1971 deu origem ao filme homónimo do realizador Fernando Lopes.

«A abelha foi apanhada pela chuva: vergastadas, impulsos, fios do aguaceiro a enredá-la, golpes de vento a ferirem-lhe o voo. Deu com as asas em terra e uma bátega mais forte espezinhou-a. Arrastou-se no saibro, debateu-se ainda, mas a voragem acabou por levá-la com as folhas mortas.»

A Minha Opinião

O que dizer sobre este livro, bem… não tenho muito. 

Em pouco mais de 100 páginas andamos para trás no tempo e conhecemos Álvaro Silvestre um homem de posses que vive um casamento falhado e que depois de ter feito algumas maldades, fica com o peso na consciência e quer anunciar ao mundo que é um impostor, só que a sua esposa fará de tudo para o impedir.

Dizer que não percebi nada deste livro é a maior das verdades. Não percebi o propósito, não percebi nada de nada, desde da primeira página à última. 

A escrita é demasiado elaborada, depois não marca os diálogos, e passa de descrições para falas, sem que o leitor se aperceba, isso ou eu sou muito distraída. 

O meu interesse por ele foi através de um video da Vanessa Teixeira, que falou muito bem desta obra, e eu fiquei interessada. Quando a Livros do Brasil lançou esta edição, aproveitei a oportunidade. 

Admito também que não estou habituada a ser clássicos, por isso não me enquadro com este tipo de escrita, tipo de discurso comum na época, apesar de para camponeses pobres era demasiado elaborado. 

Contudo admito que a história tinha potencial, de um lado um homem estéril, rico, mas da terra, que acaba por cometer algumas fraudes instigado pela mulher. Esposa esta, que era da nobreza até a sua família ficar falida e ser obrigada a casar com um camponês rico para a salvar da desgraça. Apesar de tudo, não me liguei às personagens, não senti que a história avançasse, para mim acabou sem jeito. 

É um livro que não recomendo a toda a gente. Pessoas que gostem de literatura mais clássica, provavelmente são as pessoas indicadas para ler este livro, mas para quem não tem esse hábito, não recomendo que comece por este. 

Classificação


Leitura com Apoio

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial