Leram bem, este ano foi a primeira vez que fui à feira do livro, e às duas maiores a nível nacional. Além de eu ser de Coimbra e as feiras serem em Lisboa e Porto, o que de perto não tem nada, habitualmente elas decorrem mais cedo, o que no meu caso coincidia com os meus exames, no tempo em que andava na faculdade. Contudo este ano proporcionou-se a minha viagem a ambos os locais, e eu venho contar-vos o que achei.

Primeiro tive a oportunidade de conhecer pessoalmente o José Rodrigues, que eu entrevistei à uns meses aqui para o blogue (podem ler a entrevista aqui), que lançou no inicio deste mês o seu mais recente romance, Dias de Outono, que será uma das minhas leituras ainda este mês. 

Expectativa vs Realidade

Eu tinha altas expectativas para ambas, na verdade. Mas basicamente o que eu procurava, acho que como a maioria das pessoas que lá vai, são boas promoções, afinal não fazia sentido, no meu caso, fazer tantos quilómetros para comprar livros ao mesmo preço que os posso comprar na wook ou na bertrand, ou até mesmo no site das editoras. Eu ia literalmente à caça das promoções, e senti que realmente havia oportunidades, mas mesmo assim muitos dos livros, especialmente em algumas editoras, tinha 10% ou 20% de desconto, o que não compensa. 

Depois o tamanho da feira, que é completamente oposto nos dois locais, mas já vamos às diferenças, mas há todo um culto da literatura, muitos livros, que me fez pensar que se edita tanto em Portugal, como se eu não tivesse noção disso pelas novidades que são editadas todos os meses. Mas foi um ambiente que gostei bastante. 

As Diferenças(entre Porto e Lisboa)

Tendo em conta que eu não tinha a menor ideia do tamanho da feira em si, encarei de frente dois extremos. Se quando me dirigi à feira do Porto, fiquei desiludida por ser tão pequena, consegui dar a volta à feira em pouco tempo, o mesmo não aconteceu na de Lisboa, que é gigante, com um espaço muito mais interativo. 

Essa é outra diferença, em Lisboa havia autores, havia editoras, enquanto no Porto não, não vi lá um único autor, nem espaço para eles, bem como os grandes grupos editorais, que apenas estavam representados, e por isso menos promoções havia, não que eu tenha vindo de mãos vazias, mas foram menos os livros que me chamaram à atenção. 

Em suma, gostei muito de ir a ambas, mas espero que para o ano a feira do livro do Porto seja ainda melhor. Gastei dinheiro nas duas, mas isso mostro-vos outro dia. 

E vocês já foram à feira do livro este ano?

Please follow and like us:

2 Comments

  1. A feira do Livro este ano não está grande coisa, nem para convívio que é o que eu mais gosta da feira, devido à pandemia, como a nível de descontos não tem NADA a ver com os anos anteriores, ainda por cima dias quentes como o diabo… mas é melhor do que nada, sempre dá para desfrutar daquele ambiente literário à nossa volta… ^^"

  2. Acho que a feira do Porto terá perdido por serem as duas ao mesmo tempo (digo eu, que sou de Lisboa e nunca fui à do Porto). Quanto às promoções… em Lisboa há a Hora H, há várias editoras que oferecem livros descatalogados a 3, 5, 7,5 e 10€, há livros do dia com 40-50% de desconto… claro que nunca nas novidades, por causa da lei do preço fixo; mas percebo que é difícil de "entrar" na dinâmica da Feira do Livro. Em termos de promoções, é preciso saber quem as oferece como deve ser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial