A Sair do Forno de Rosa Cardoso
ISBN: 9789897841064
Edição: 11-2020
Editor: Arena PT
Páginas: 176
Género: Culinária
Onde Comprar
Wook
Bertrand

Sinopse

A sair do forno da Rosa Cardoso

Há poucas sensações mais acolhedoras do que o cheiro de pão ou de um bolo acabado de fazer. Espalhar manteiga ou compota numa fatia de pão ainda morno, feito pelas nossas próprias mãos, a côdea estaladiça e o miolo fofo a derreter na boca.

A arte de transformar farinha, ovos e açúcar em algo perfeito e capaz de alimentar até a alma daqueles que mais amamos não é difícil. Basta seguir uma receita criada por alguém que sabe o que faz. E a Rosa é uma especialista, formada em Gestão e Produção de Pastelaria, apaixonada pela cozinha desde pequena e criadora destas receitas de bolos, pão e sobremesas de forno que vão torná-lo na pessoa preferida da sua família e amigos. Aquele a quem pedem sempre um bolo porque sabem que vai ser delicioso.

Neste livro, encontrará receitas fáceis de seguir, ingredientes básicos sem nomes exóticos e técnicas ilustradas para que, por exemplo, não erre no momento de enrolar uma torta. Tudo para que, a partir de agora, fazer um bolo ou pão seja apenas sinónimo de alegria.

A Minha Opinião

Eu não tenho muita sorte com livros de culinária. Fico toda entusiasmada por experimentar coisas novas, mas depois sai tudo, mas tudo, ao lado…

Quando no ano passado soube deste livro, fiquei logo com a pulga atrás da orelha, e não me desiludi. Com umas fotos de deixar água na boca, e com uma panóplia de receitas de doces e não só, temos também pão e seus derivados é fácil encontrar algo que queremos comer.

Em A Sair do Forno temos não só técnicas, explicadas com imagens, como uma secção basicamente de receitas de recheios que podemos trocar em algumas receitas que a Rosa Cardoso criou, ou usar nas nossas e isso foi sem dúvida um ponto positivo.

Mas o melhor foi a minha tentativa de recriar uma das receitas e pela primeira vez saiu algo que preste, algo que aqui em casa comemos e que vamos efetivamente repetir, com algumas nuances. Sim, nem tudo correu bem, alguns ficaram estornicados, e o chocolate podia ter ficado mais amargo, e bem não segui o recheio da receita que era de frutos vermelhos e preferi rechear com algo que eu gosto, o famoso creme de pasteleiro. Com uma daquelas saquetas de creme de pasteleiro instantâneo da Branca de Neve recheei os meus éclairs ou rins como vulgarmente se fala.

Se gostam de livros de culinária, ou estão a pensar num livro para oferecer, sem dúvida que recomendo!

Classificação

Rating: 4 out of 5.

Leitura com Apoio

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial