Género: Comédia
Temporada: 1
Número de Episódios:
Onde ver: RTPplay
Ano: 2020
Duração: 2
País: Portugal

Trailer

Sinopse

Em 1983, um mítico bando de ladrões conhecido como ?Os Bons Malandros? empreende um espetacular assalto ao Museu Calouste Gulbenkian. O objetivo é fazer o roubo do século: deitar a mão às célebres joias Lalique.
Na Lisboa dos anos 80, os muros pintam-se de cartazes políticos e de publicidade, surgem as primeiras máquinas multibanco e os óculos 3D suscitam a curiosidade dos mais cinéfilos. Este é o pano de fundo da história insólita de sete assaltantes: Arnaldo, o Figurante; Adelaide, a Magrinha; Flávio, o Doutor; Silvino, o Bitoque; Pedro, o Justiceiro; Renato, o Pacífico e Marlene, a Voadora.

A Minha Opinião

Antes de mais, e independentemente de tudo é bom ver os canais portugueses, neste caso a RTP a apostar em séries nacionais, e ainda por cima baseadas em livros. Num país consumidor de telenovelas, é positivo ver o canal público a afastar-se deste estereótipo e a trazer algo diferente, que ao mesmo tempo nos habituou. E por isso hoje vos trago a opinião da Crónica dos Bons Malandros.

Inspirada no livro homónimo de Mário Zambujal, voltamos a 1983 e conhecemos sete personagens sempre metidos em esquemas e que decidem em conjunto assaltar o Museu Calouste Gulbenkian e roubar as joias Lalique. Ao longo dos episódios vamos conhecendo o passado de cada uma das personagens e como chegaram ao ponto em que começou a história, o assalto do século.

Crónica dos Bons Malandros

Não é uma série fantástica, mas a nível de imagem está muito boa, e mostra o que de bom se faz em Portugal. Só que lhe falta qualquer coisa, a verdade é que eu também me aborreço facilmente com as séries, têm que me agarrar constantemente.

Conhecemos cada uma das personagens ao pormenor, como a vida os levou a pequenos delitos e como se conheceram, ao mesmo tempo temos um cheirinho do assalto, mas só vemos o mesmo a desenrolar-se nos últimos capítulos, e isso pode ser entediante, e nem sempre as histórias me agarraram e me entusiasmaram.

Não li o livro, por isso não sei se o mesmo também tem esta abordagem, mas é algo que quero ler em breve (como se me faltassem livros para ler).

Quanto às personagens, à umas mais interessantes que outras. Temos Arnaldo, o Figurante que foi lutador de box, Adelaide, a Magrinha, prostituta, Flávio, o Doutor, que acabou preso graças ao sogro, Silvino, o Bitoque, não come mais nada num restaurante Pedro, o Justiceiro, rouba para dar aos pobres, Renato, o Pacífico e Marlene, a Voadora, o casal do circo. O que estes sete têm em comum é serem aldrabões, mas ainda há mais na história!

Crónica dos Bons Malandros

Crónica dos Bons Malandros é uma série para descontrair, rir um bocado e acredito agora que se pode ver tudo seguido seja muito melhor do que esperar uma semana por um novo episódio (quando não era mais), cada vez mais estamos impacientes.

 Classificação

Rating: 3 out of 5.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial