Confesso que há muito que tinha curiosidade em As Pontes de Madison County do Robert James Waller, estava inclusive na minha wishlist da wook numa anterior edição, até que a mesma ficou esgotava e a oportunidade perdeu-se. Tenho, também o filme, mas que nunca vi. Contudo espero ver agora, quando tiver disponibilidade para comparar com o livro.

Eu não sabia o que esperar deste livro. Sabia que era um romance, mas pouco mais. Está contado de uma maneira diferente.

Inicialmente sabemos que se trata de uma história verídica, e da forma como o autor tem conhecimento da mesma. Os filhos da protagonista, após a morte da mãe descobrem toda esta história de amor e contactam o autor e a partir daí existiu este livro.

A história inicia-se em 1965, Robert é um fotografo que trabalha para a National Geographic e anda por vários países a tirar fotografias. Um dos trabalhos que anda a terminar é as fotografias das sete pontes cobertas, no interior dos Estados Unidos da América, Madison County. Ao chegar, perdido, pois nessa altura não havia GPS, pede indicações a uma mulher, Francesca, para chegar à primeira ponte. Ela intrigada pelo viajante oferece-se para ir com ele, para lhe mostrar a ponte. E o que seria apenas uma boa ação, tornou-se num amor intenso.

Esta é uma daquelas histórias de amor dos filmes, mas que parece que foi real. O que a Francesca e o Robert vivem naqueles dias é mais intenso do que alguma vez sentiu pelo marido. Sim, a Francesca é casada com um homem típico americano. Retrogrado, que pensa que o papel das mulheres é na cozinha, e com uma quinta. Quando Francesca conhece Robert, ele estava numa feira de gado com os filhos.

É um livro que se lê muito bem, nem damos pelas páginas a passar, e isso foi sem dúvida um dos maiores pontos a favor. Foi uma leitura tão leve que deu para descontrair de leituras mais pesadas que estava a fazer na altura, contudo foi também algo que me surpreendeu. Pensei que ia encontrar um livro carregado de drama, mas não. É um bonito romance, adaptado à época em que se passou.

Agora para saberem como acaba terão de ler o livro, eu ainda quero ver o filme para saber se é igual, muitas vezes alteram os finais. Como se sentem em relação a isso? Eu cá gosto que mantenham as coisas fiéis. Em suma, agora que o verão está a chegar, recomendo que leiam este livro. Lê-se bem numa tarde de praia, e são momentos bem passados!

Classificação

Rating: 4 out of 5.

Leitura com Apoio

Sobre o Livro

As Pontes de Madison County de Robert James Waller

As Pontes de Madison County de Robert James Waller
ISBN: 9789897245640
Edição: 03-2021
Editor: Clube do Autor
Páginas: 200
Género: Romance
Onde Comprar
Wook
Bertrand
Goodreads: 3,63✯ (aqui)

Sinopse

Em agosto de 1965 Robert Kincaid de 52 anos, carrega a sua carrinha e parte para Madison County no interior dos Estados Unidos, onde ficam as sete pontes cobertas que ele tem de fotografar para a revista National Geographic. A existência plácida de Francesca Johnson, casada e com dois filhos, é completamente abalada com a chegada inesperada do fotógrafo.

Neste clássico da literatura contemporânea, James Waller põe em cena o amor profundo entre Robert e Francesca Inicialmente, nenhum deles espera que este encontro fortuito conduza a uma aventura, porém, a atração que ambos sentem é inegável e dará lugar a um amor profundo e duradouro.

A sua história prova ao mundo que o valor das coisas está na intensidade que elas carregam e não no tempo que duram.

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui.

2 Comments

  1. Eu sou ao contrário, vi o filme há uns 2 anos e agora quero muito ler o livro :3 Acho que não vai ser tão impactante, o filme já me emocionou muito e penso que os finais sejam iguais. Não sei se sou muito fã da capa… mas de qualquer modo quero-o para a minha colecção 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial