Eu estou para ler um livro do Peter May há imenso tempo. Constantemente vejo uma outra editora a fazer descontos nos livros dele mais antigos, mas penso será que vale a pena arriscar? Bem a Cultura Editora lançou “O Homem sem Cara” e eu pensei, vai ser desta. Mas será que fiz bem? 

Conhecemos nesta história, passada nos anos 70, o Bannerman, um jornalista que vai para Bruxelas para cobrir uma reunião política e acaba com o seu colega morto, com uma criança autista e com um furo jornalístico que lhe vai valer a vida.  

Bem… eu odiei o Bannerman, e sinceramente relembrando a história continuo a não gostar. Ele é só um cretino de todo o tamanho. Não tem escrúpulos, pensa que pode dizer tudo o que quer sem ter consequências… e depois ao descobrir a história dele ainda lhe ganhei mais ódio. Sim é suposto ele ser o herói, mas é demasiado arrogante, egoísta e snobe para conseguir isso.  

Depois, e correndo o risco de ser mal interpretada, a relação dele com a criança é estranha, mas não sei se é implicância minha, mas todas as relações dele com outras pessoas são estranhas… 

Pronto e isto estragou toda a leitura, porque a trama em si é interessante e está bem construída pelo autor, principalmente sendo uma reedição do seu primeiro livro. Lê-se muito bem apesar de ter poucos diálogos e se focar nas descrições, mas gostei de ler.  

Além disso aborda o autismo, numa época em que pouco se sabia sobre a doença. O autor na sua nota inicial pede atenção a isso, contudo está longe de não ser um livro atual, não se nota que se passa há 50 anos (à exceção da questão dos telefones, emails, fax e afins). 

Em suma, os meus sentimentos são bastante contraditórios no que diz respeito a este livro. Gostei do enredo, do crime em si. Não consegui adivinhar o culpado, nem o mistério por detrás do crime, mas depois tive uma relação conflituosa com a personagem principal…  

Não é um livro mau, aborda temas importantes, e leva-nos para um crime quase perfeito. Para quem gostar deste tipo de livros, mais densos, vale a pena ler. Mas ficam já a saber que é difícil engolir aquele Bannerman… 

Classificação

Rating: 3 out of 5.

Leitura com Apoio

Sobre o Livro

O Homem sem Cara do Peter May
ISBN: 9789899039872
Edição: 10-2021
Editor: Cultura Editora
Páginas: 328
Género: Thriller
Compre
Wook
Bertrand
Goodreads: 4,01✯(aqui)

Sinopse

Um jornalista sem medo.
Neil Bannerman, um experiente jornalista, é enviado para Bruxelas, para reportar o que espera ser, apenas, uma conspiração política. Porém, a tragédia instala-se à chegada, quando dois britânicos, um influente político e um outro jornalista, são encontrados mortos.

Uma criança sem pai.
No seu aparentemente insensível desprendimento, Bannerman vai-se aproximando de Sally, uma corajosa mulher que lhe mostra muito mais do que ele esperava saber ou encontrar, e também de Tania, uma criança autista, filha de um dos assassinados, que viu o crime escondida num armário.

O homem sem rosto.
Bannerman aventura-se numa intrigante história que parece estabelecer uma ligação entre as mortes e a investigação jornalística que o enviara para Bruxelas em primeiro lugar, enquanto um impiedoso assassino se movimenta pela cidade. Conseguirá ele proteger a criança e desmascarar o assassino ou será já demasiado tarde?

P.S: Este post contém links de afiliados. Para saber mais sobre clique aqui.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial